quinta-feira, 3 de novembro de 2011

O Chafariz e o Ego


O ego cheio de seus problemas importantes na realidade, decidi ir a uma praça, para por sua mente em ordem, para relembrar suas prioridades. Na praça há um chafariz muito belo e logo o ego escolhe lá como seu local para meditar, com o intuito que a beleza do monumento e a influencia da pureza na água, ajudara-lo a alcançar os mais altos patamares da sabedoria

Mais de uma hora passada, e o ego já tinha criado um plano espetacular pro amanhã, analisado a linearidade do ontem, conectado velhos e novos conhecimentos, assim vendo novos valores, uma nova percepção da realidade.

Satisfeito consigo mesmo, com sua sensação de progresso, e controle na mente novamente, relaxou no banco, e foi ai que ele escutou um barulho, olhando para os lados procurando da onde provinha o ruido, percebeu que a praça tinha enchido de pessoas, e algumas ate olhavam para ele, muitas conversas paralelas começaram chegar em seu ouvido, e seus olhos caiu no chafariz, a origem do som,  água jorrando sem parar, mas mesmo assim o ego intrigado não entendeu o porquê ele não ter escutando antes o som da água que já estava ali antes dele chegar e permanecera lá depois que ele partir.

(Matuzaleu)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...