segunda-feira, 6 de junho de 2011

Não sou isto, não sou aquilo...




Eu não sou isto, e não sou aquilo;

Não sou este corpo, e minha origem não é o país onde este corpo nasceu;

Não sou a cor da pele deste corpo, nem nenhum de seus atributos, muito menos a "classe social" a qual dizem que este corpo pertence;


Não pertenço a nada, e nada me pertence;

Minha consciência não me permite tomar partido, ser isto ou aquilo;

Não vejo inimigos, porém possa haver quem veja um inimigo em mim;

Estão apenas cegos, não me enxergam já que não enxergam a si mesmos;

Seus olhos vêem apenas um corpo, pois julgam-me tal como vêem a si mesmos, algo igual a seus corpos, esquecidos da leveza e pesados de julgamentos;

Mas não sou isto, e não sou aquilo;

Não sou esta mente pensante, que analisa e julga sem verdadeira sabedoria, obscurecida por conhecimentos relativos que jamais serão absolutos;

Não possuo nada, nem deixo de aparentar possuir algo;

Mas não sou quaisquer pensamentos, sejam de quem for;

Nem sou quaisquer emoções que passam através de mim ou de quem for;

Não sou nomes, nem idades;

Nenhum tempo, ou julgamento;

Nem isto, nem aquilo;

Sou o que sou;

Livre de todas as palavras, conceitos e definições;

Algo indefinido em si mesmo, eternamente livre;

De natureza desapegada, puro contentamento pacífico;

Amor incondicional, sempre presente;

Sem começo, nem fim;

Vida imortal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...