terça-feira, 2 de agosto de 2011

paz é observação





O mundo nos diz, o tempo todo, que somos alguém. Mas se você contempla meditação, se você se volta para dentro de si mesmo, se contempla o Silêncio, se existe um pouquinho de veia espiritual na sua vida, logo vê que não tem ninguém aí.

Somos essa Consciência que permanece observando tudo aquilo que acontece. Entre esses dois pontos está a mente julgando que o que está acontecendo não deveria acontecer. Porém, tudo é observado e o que deve ficar muito claro é que aquilo que é observado não tem nenhuma influência sobre aquilo que observa. Os fenômenos não interferem, de maneira nenhuma, na observação dos fenômenos.

A mente decide que aquilo que aconteceu antes não deve acontecer de novo. Mas, se a mente é algo em acontecimento, e ela própria não estará da mesma maneira no momento seguinte, como pode interferir naquilo que vai acontecer depois? Não é congruente, não há como fazer isso, este é só mais um pensamento. E dar-se conta disso promove um imenso descanso.

Gostaria que notasse que às vezes você pensa um “grande pensamento” e gostaria que ele permanecesse, mas qual é a diferença entre um grande e um pequeno pensamento? Qual a diferença entre um bom e um mau pensamento? Tudo é pensamento e todos passam, assim como as sensações também passam.

A Paz repousa na Consciência, não nos pensamentos nem nas sensações. Esta sabedoria tem que se tornar transparente para você. Estou aqui, insistentemente, para reforçar apenas este ponto. Pois este é o único ponto, não tem nenhum outro.


http://satyaprem.blogspot.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...