terça-feira, 2 de agosto de 2011

Deus Vivo



NÓS QUEREMOS ADORAR um Deus vivo.


Eu não tenho visto nada mais do que Deus, por toda a minha vida, e você também. Para ver essa cadeira você primeiro vê Deus, e então a cadeira nele e através dele.


Ele está em todo lugar dizendo: "Eu Sou".


No momento que você sente "Eu Sou", você está consciente da Existência. Onde devemos ir para encontrar Deus se não podemos vê-Lo em nossos próprios corações e em cada ser vivo?


"Vós sóis o homem, Vós sóis a mulher, Vós sóis a menina, e Vós sóis o menino. Vós sóis o idoso cambaleante com sua bengala. Vós sóis o jovem caminhando orgulhoso de sua força".


Vós sóis tudo o que existe, um maravilhoso Deus vivo que é o único fato no universo.


O Deus Invisível


Isso pode parecer uma contradição terrível ao Deus tradicional que vive atrás de um véu em algum lugar e que ninguém nunca vê. Os sacerdotes apenas nos asseguram de que se os seguirmos, ouvirmos suas advertências, e trilharmos o caminho que eles nos apontam, eles nos darão um passaporte que nos habilita a ver a face de Deus!


O que são todas essas ideias de céu senão simples modificações desse poder sacerdotal sem sentido?


É claro que a ideia de um Deus impessoal é muito destrutiva, ela acaba com todo o comércio dos sacerdotes, igrejas e templos. Na Índia, tem havido muita fome nesses tempos, mas existem templos que, em cada um deles, se encontram joias que valem o resgate de um rei! Se os sacerdotes ensinassem essa ideia de Deus Impessoal, perderiam seus empregos.


O Deus Visível 


Você é Deus, e eu também; quem obedece quem? Quem adora a quem? Você é o templo mais elevado de Deus, eu preferiria adorar você do que qualquer templo, imagem ou Bíblia.


Por que existem pessoas tão contraditórias em suas ideias? Eles são como peixes escorregando por nossos dedos. Dizem que são homens realistas e práticos. Muito bem. Mas o que há de mais prático do que adorar aqui, adorando você? Eu vejo você, sinto você e sei que você é Deus.


Os muçulmanos dizem que não há nenhum Deus a não ser Alá. O Vedanta diz que não há nada a não ser Deus. Isso pode amedrontar muitos de vocês, mas vocês entenderão gradualmente.


O Deus vivo está dentro de vocês, e ainda assim vocês estão construindo igrejas e templos e acreditando em todo tipo de coisas fantasiosas e sem sentido.


O Único Deus a se Adorar


O único Deus a se adorar é a alma humana no corpo humano.


É claro que os animais são templos também, mas o homem é o mais elevado, o Taj Mahal dos templos. Se eu não posso adorar ali, nenhum templo trará qualquer vantagem.


No momento em que eu tiver percebido Deus sentado no templo de cada corpo humano, no momento em que me colocar em reverência diante de cada ser humano e ver Deus nele, nesse momento eu estou livre das ligaduras, tudo o que me restringe se vai, e eu sou livre.


Essa é a mais prática de todas as adorações. Não tem nada a ver com teorizar e especular. Ainda assim amedronta a muitos, eles dizem que não está certo, continuam teorizando sobre ideais velhos contados por seus avós, que um Deus em algum lugar no céu disse pra alguém que ele é Deus. Desde esse tempo que nós só temos teorias, e isso é praticidade de acordo com eles, e nossas ideias são impraticáveis!


O Caminho Não é o Objetivo
Sem dúvida que o Vedanta diz que cada um de nós deve ter o seu próprio caminho, mas o caminho não é o objetivo. A adoração de um Deus no céu e todas essas coisas não são algo mau, mas são somente degraus em direção a Verdade e não a Verdade em si. Elas são boas e belas, e existem ideias maravilhosas ali, mas o Vedanta diz a cada ponto:
"Meu amigo, Aquele que vós adorais como desconhecido, eu adoro como vós. Aquele que vós adorais como desconhecido e por quem buscais por todo o universo, tem estado com vós todo o tempo. Vós estais vivendo através Dele, e Ele é a Eterna Testemunha do universo".
Swami Vivekananda (1863-1902)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...